segunda-feira, 21 de maio de 2012

O MAL É DA IDADE

Se com oito meses as coisas mudam desse jeito, fico imaginando esses casados que passam até quinze anos com a mesma pessoa. Nesse tempo que permaneci saindo com essa pessoa tivemos muitas coisas boas e ruins, só que chega um dia que você tem que colocar a boca no trombone e dizer umas verdades não é mesmo? Depois de um tempo as coisas na cama acaba mudando, isso não da minha parte, pois de depender de mim continuo sempre o mesmo, fudendo até dizer chega, mas certas pessoas não aguentam o pique e acaba parando no meio do caminho. Já mandei vários e-mails direcionados a pessoas que não dão conta do recado, dizendo o que estava ou não fazendo de certo para ter um bom desempenho na cama.

O que não suporto é quando estou com alguém naquele clima de corpos suados, respiração ofegante e tonto de tanto respirar pela boca, cama toda molhada por causa do suor e quando você vê o parceiro naquela situação de virar os olhos dando a entender que vai gozar, e chega ao último momento ele para, aí você pergunta se gozou, ele responde que não conseguiu, pois algo o atrapalhou. Nossa isso me deixa de pau mole na mesma hora, como ele pode ficar de pau mole assim do nada? Como alguma coisa pode atrapalhar que goze sendo que estava tudo indo muito bem?  Sendo que estava duro e metendo perfeitamente, o pior de tudo é que às vezes começa a gemer como se estivesse gozando quando na verdade está se preparando para broxar e te deixar na mão.

Eu entendo quando isso acontece, mas com tantos remédios por aí se a pessoa não se cuida é por que não quer. Teve um dia que eu comprei muitas coisas para dar a uma pessoa que saía com frequência e não estava dando mais no coro, comprei gel, estimulante, Viagra, tesão de vaca e um arsenal de materiais eróticos pra ver se ele conseguia se excitar e gozar no final sem passar por constrangimento. O que ganhei foi muita crítica por ter agido dessa forma, talvez eu peguei pesado quando disse ter comprado isso na intenção de ver se o pau dava uma melhorada, pois estava cansado de ficar com ele na situação atual, acho que ter dito isso o deixou irritado e acabou se afastando de mim.

Isso não quer dizer que não fizemos sexo, com certeza fizemos e muito, comi sua bundinha com vontade, ele está dando uma engordada e sua bunda aumenta a cada dia, deixando bem redondinha e gostosa de comer e cair de boca nela, chupando seu rabo lisinho. Mas a vontade de dar também é grande, eu já sabia que isso iria acontecer e que ficaria nervoso como das outras vezes, e não deu outra, quando ele estava me comendo e que perdeu o tesão, na hora eu fechei a cara e fiquei parado com aquela cara de insatisfeito, ele percebeu e fica deitado em meu peito, sem graça talvez.

Mandei um e-mail explicativo dizendo tudo que pensava e dizendo estar cansado dessa situação, que se for pra ser assim era melhor não sairmos mais. Acho que peguei pesado nesse e-mail que tinha mandado, pois escrevi muita coisa ofensiva, mas quando me retornou parece ter aceitado com respeito às coisas que escrevi.


2 comentários:

  1. Tambem já fui garoto de programa, em 2000, hoje com trinta anos sou uma cara conhecido e ninguem sabe que fui garoto de programa. Superei aquele tempo de tristeza e solidão.
    Você escreve muito bem ...
    Parabens pelo blog, você vai longe!
    Abraço.
    Rafael.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amigo, bom que tenha gostado.

      Bom também seria poder saber um pouco mais de você quando ganhava a vida dessa forma, me interesso por histórias assim, caso queira compartilhar um pouco comigo será um prazer.

      Excluir

Fala que eu te escuto