sábado, 30 de junho de 2012

CALOTEIRO: NÃO TÔ FAZENDO CARIDADES, USOU? ENTÃO PAGUE!

A maior parte das pessoas que procuram um garoto de programa é pra compensar alguma coisa que não tenha em casa, desde um simples abraço até mesmo algo diferente na cama, conheci pessoas casadas há anos que afirmam após o terceiro ano juntos que as coisas começam a mudar e cair na rotina e quando isso acontece sempre tem um que acha que pode mudar isso pulando a cerca e achando que assim será feliz sem que o outro saiba, mal sabe ele que o outro não sendo bobo também está pulando a cerca e visitando o vizinho. Uma coisa que nunca estipulei foi o tempo dos programas, por mais que eu dissesse que era apenas uma hora de programa nunca durava esse tempo certinho e acabava se estendendo às vezes por três horas seguidas, acho até melhor, pois em uma hora nem sempre pode fazer tudo o que quer e sem contar que na maioria das vezes as pessoas chegam sempre tímidas e querendo conversar para relaxar, e essa conversa acaba levando uma hora certinha, e daí como ficaria, teria de pagar mais um programa pelo fato do cliente ser tímido e ter que acontecer uma longa conversa para se sentir bem? Às vezes me enche o saco passar tanto tempo assim com alguém, mas quando a pessoa é nova no assunto e que nunca tenha saído com um GP antes vale a pena ser gentil e ficar tempo suficiente até que se sinta bem para o programa.
O cliente de hoje não foi diferente, ele por telefone afirma querer conversar e diz ser sua primeira vez nessa situação, casado a mais de oito anos resolveu fugir dessa rotina que o prendia a seu esposo e cair na farra, já que seu marido fazia a mesma coisa escondido. Ele chega meio nervoso, começamos uma conversa onde ele queria saber todo o esquema do programa e como funciona a vida de um profissional do sexo, comentei detalhadamente pela milésima vez minha vida, não sei quantas vezes já contei essa história e ele por sua vez desabafou falando de seu relacionamento, teve momentos em que o assunto acabava e minha língua com calos de tanto falar e ele ainda nervoso com a situação de sair com outro pela primeira vez me pede que continue falando para não ficar sem graça, inventei assuntos e estendi por mais tempo nossa conversa.
Quando não teve mais jeito eu me deito ao seu lado e assim continuamos a conversa, só que desta vez peguei em sua mão que estava gelada e comecei a alisá-la, pouco a pouco ele foi se soltando e mostrando ser um cara carinhoso e com falta de carinho que o maridão em casa não dava essa coisa de chegar e sair arrancando a roupa não é pra qualquer um, nem todo mundo acha uma coisa legal, pois sempre tem aqueles que preferem carícias e um carinho todo especial na hora do sexo, o que ele não tinha em casa com certeza dei a ele aqui comigo. Moreno corpo todo gostoso, acho que gostou quando comecei dando mordidas em sua orelha, apertando suas costas e terminando tudo lambendo seu cuzinho, ele era “fofinho” e com uma bunda grande me levava ao delírio, sua posição preferida era comigo entre suas pernas meio que de ladinho, assim podemos ficar de frente um para o outro enquanto nos abraçávamos comigo comendo seu cuzinho. Depois de muitas preliminares (fora a conversa) ele logo quer gozar, sugeri que antes eu o comesse na posição de quatro assim observo melhor toda sua bunda devorando meu pau e fazendo esconder dentro de seu rabo e nessa posição acabo o comendo. Bem baixinho dando gemidos ele acaba gozando de quatro, sujando todo o lençol de porra, como não iria aguentar mais eu socando depois disso ele me pede que goze em seu peito.
Depois ficamos abraçados na cama, com ele olhando pra minha cara me vendo quieto e me perguntando o porquê estava daquele jeito, eu simplesmente disse que estava descansando e que não estava pensando em nada, ele achou que esse silêncio era motivo de não ter gostado da transa, o que não foi verdade, pois foi muito bom comer sua bundinha.
O que não havia comentado a ele era que usei remédio antes de sair com ele, sendo nosso primeiro encontro eu queria fazer bonito e aguentar mais tempo, também não sabia se iria ficar excitado com ele mesmo tendo gostado de conversar via telefone, pessoalmente não sei se acabaria sendo a mesma coisa, pra não passar vergonha acabei tomando um “AZULZINHO” famoso que existe por aí, mas atenção, não é por que comigo não aconteceu nada que seria diferente com outro, cada um é cada um se não aconteceu nada de mal comigo não significa que com você será diferente, é sempre bom consultar médico nesses casos.
O final dessa história não acaba assim, tínhamos conversado por telefone e com certeza me recordo de comentar sobre meu preço, quando estávamos indo embora ele me pergunta num tom diferente.
 – Isso foi um programa?
Naquele momento eu achei que ele quisesse me ouvi dizer o seguinte
– Não, sendo nossa primeira vez fiz uma cortesia pra você.
 Acho que pelo clima que acabou rolando ele achou que eu não iria cobrar dele, no fim das contas ele acabou que não tinha o dinheiro pra me pagar, veio me ver na intenção de conversar e conhecer minha vida, a vida de um puto e não esperava que isso fosse acontecer na hora ele ficou “sem graça” e disse que era pra eu ir buscar o dinheiro com ele outro dia, ou seja, daqui a um mês quando ele estiver com a grana. Ele já estava mal intencionado se não tinha a grana por que ligar pra um GP, somente saber sobre a vida dele não foi, pois se não ele não iria ter trepado comigo. Se fosse outro tenho certeza que arrumaria confusão por não ter o dinheiro e chamaria a polícia ou até mesmo pegaria o celular como pagamento até ele dar o dinheiro, ele ficou com medo, pois era casado e não podia se envolver em escândalos, pra mim foda-se eu quero meu pagamento.
Se em tal dia ele não cumprir com o que prometeu, pode apostar que seu marido irá saber de tudo e fora que seu telefone estará sendo divulgando aqui, assim a vergonha será maior. Já sim saí com muita gente sem cobrar, mas isso era na época em que não fazia programa, hoje em dia a situação mudou e o que fez pensar que não cobraria dele? Eu também não sei.
Leia Mais ►

sábado, 16 de junho de 2012

FATOS E FOTOS: CUECAS DA CALVIN DE PRESENTE


Por que não colocar fotos de roupas íntimas que ganhei de presente, afinal de contas são fatos que transformei em fotos.
Se eu for de contar os presentes que ganhei, varia de um chaveiro vindo da Bahia até um pingente com a inicial H do meu nome.
Um dos milhares presentes que ganhei foi esta cueca da Calvin Klein, nunca me importei com roupas de marca, pra ser sincero esta é a segunda cueca de marca que uso, a outra foi de um cliente e sem querer acabei estragando ela na semana em que ganhei (água sanitária) e se não me engano a outra marca era da Zorba.
Gostei desta marca, pois ela é confortável, parece que não está usando nada de tão leve que é.



Não estou ganhando nada em fazer propaganda


Mas a Calvin é boa mesmo
O modelo que é desajeitado, hehehe


Gordo? Magrelo? Feio e sem estilo? foda-se, vão ter que me engolir.
Leia Mais ►

domingo, 3 de junho de 2012

OS TRUQUES E AS MANHAS DO SEXO ORAL

    



 
A felação é o nome técnico que leva o sexo oral feito no homem. Este tipo de sexo é cercado de mitos e tabus, porque os homens SEMPRE querem receber, e as mulheres NEM SEMPRE querem dar. Esta falta de sintonia geralmente ocorre ou por falta de experiência, DE AMBOS, onde o homem acha que a mulher que tem pouca prática em felação tem que fazer um sexo de “deusa pornô”, ou por falta de entrosamento, onde a mulher até tem o desejo de experimentar, mas encontra dificuldades e até preconceito por parte do parceiro.



O momento do sexo oral é quando o homem se entrega para a o outro, num ato simbólico (e prático) de confiança. Onde o tesão é enorme, e por conta disso, o homem expõe sua parte mais vulnerável, e também a que lhe dá mais prazer, para APRECIAÇÃO. Portanto, nada de fazer comentários absurdos nesse momento sobre o órgão sexual dele. Além de absolutamente desnecessários, observações como “olha, ele é fininho, né?”, “ele endurece mais do que isso?”, ou “tão pequenininho, mas tão bonitinho, né?” apenas servem para detonar a autoestima de quem está com você naquele momento, e fazer ele TE PRÉ JULGAR antecipadamente, exatamente como você fez com a parte mais sensível do corpo dele.

Se houver alguma desconfiança da higiene do parceiro, (afinal ninguém merece colocar a boca em algo que cheira a carniça...), não vacile! Entre no banho com ele, sob o pretexto de fazerem preliminares no chuveiro, e lave muito bem o “instrumento”. Geralmente homens adoram este tipo de carinho, e se sentem relaxados fisicamente depois de um banho preparatório. Muitos homens suam bastante depois de um dia de trabalho, e merecem esse desconto.



Olhe, aprecie, sinta prazer com isso!

Sim. Ele sente um prazer imenso quando “idolatra” seu falo como se fosse o único do mundo. Não precisa enlouquecer e mentir DESCARADAMENTE, dizendo “Oh, nunca vi algo tão maravilhoso, poderoso, imponente e viril assim!!!” porque este tipo de atitude irrita o homem. Mas olhar para o membro com um olhar de satisfação, com cara de quem “achou aquilo delicioso”, falar uma “besteirinha” de sacanagem, até sendo um pouco vulgar (pra não assustar), pode deixar seu homem em ponto de bala! Um simples “Só de olhar eu já fico cheia de tesão” é capaz de fazer seu homem virar um refém de seu prazer!

Em que posição?

Ele em pé, com você de joelhos, deitados na cama, de lado, em “69”...O que manda na verdade é a sua imaginação. É com ela que você conta neste aspecto. Mas, para quem é pouco experiente, recomendo iniciar as atividades, até adquirir prática, com o homem deitado na cama e você ajoelhado (ou deitado) na altura de seus quadris. Esta posição favorece o relaxamento do homem e te dá maior mobilidade de explorar a zona erógena do corpo do parceiro. Não se esqueça de sempre que possível OLHAR para seu parceiro enquanto estiver fazendo sexo oral.

É, eles adoram!

Como se faz?

Normalmente, o que acontece é o seguinte: alguns homens, até por inexperiência, acreditam que algumas pessoas do mundo são capazes de realizar uma extravagância chamada “garganta profunda”, que é ser capaz de colocar o membro todo do homem na boca e fazer sexo oral até o parceiro atingir o orgasmo sem usar, em momento nenhum, o auxílio das mãos.

Impossível? Não, não é. Mas requer um treinamento intensivo, e por isso, muitas deixam de ter prazer pra mostrar que são atletas sexuais, que são “boas de cama”. Isso é um bom indício de ser boa de cama? É. Mas se formos tomar toda relação sexual como um desafio aeróbico e de contorcionismo, perde a graça...

A grande maioria não consegue manter o membro de seu parceiro inteiramente na boca. Não há problema nisso. Mas, se não conseguimos fazer tal ato... Como compensar isso? Simples! Com as mãos!

Com a mão, podemos envolver a base do pênis enquanto acariciamos a parte superior restante do corpo do pênis do companheiro com a boca e a língua! Essa mão pode fazer movimentos masturbatórios suaves enquanto a língua passeia pelo corpo peniano! Homens gostam de vigor, mas com essa região (e pouca prática) todo cuidado é pouco. Só aumente o ritmo se ELE pedir.

A glande, chamada de “cabeça” do pênis, é o local de maior sensibilidade. Portanto, tenha muito carinho ao manipular a região, porque um carinho mais forte pode machucar (e acabar com a noite de amor). Carinhos feitos com a ponta da língua, e com a boca inteira costumam ser os preferidos, porque a língua aumenta as sensações de prazer, e a boca, por ser quente e úmida, os faz lembrar a vagina! Movimentos circulares, de baixo para cima e de cima para baixo, e em zig-zag costumam deixar os homens enlouquecidos de prazer.

Usar os dentes é pra quem pode e sabe. Se você não tem prática nisso, nem tente. Quem sabe fazer pode levar seu homem ao delírio...Mas quem não sabe pode fazer algo extremamente desagradável para ele. E não acredito que seja a intenção...

Se você usa algum tipo de aparelho ortodôntico, considere a possibilidade de NÃO FAZER, a não ser que você tenha absoluta certeza de que seu aparelho não vai machucar seu parceiro.

E é só “lá” que dá pra fazer?

Não! Os homens adoram carinhos com a língua em outros lugares! O pênis é “o rei”, mas outros lugares são igualmente apreciados!

Um local que os homens geralmente adoram é a região da bolsa escrotal. Suaves movimentos circulares com a língua fazem muitos homens urrarem de prazer! Mas atenção: Não se atreva a fazer sucção “feito um aspirador de pó” na região! A região é muito delicada, e os testículos o são mais ainda! Beijinhos com carinho, e lambidinhas salientes sim... Sucção desenfreada não!

O períneo é uma região onde a maioria dos homens sente um prazer absurdo...mas por puro preconceito, não se deixam tocar ali. O períneo é a região que fica entre o ânus e a bolsa escrotal, bem a seguir da bolsa escrotal. É uma região excelente para ser massageada com o dedo indicador, e muito suscetível às carícias do sexo oral. Mas a maioria dos homens tem reservas quanto a isso, por desconhecimento, ou por achar que sentir prazer ali denota homossexualismo. Besteira. Mas se ele não gostar, e nem quiser experimentar, mesmo você pedindo com jeitinho...Respeite.

Uma outra carícia polêmica é  vulgarmente conhecido como “beijo grego”. O beijo grego é o ato de introduzir a língua no orifício anal do parceiro, e fazer carícias com a boca nas adjacências. O beijo grego é uma prática que também enfrenta grande resistência por parte da grande maioria dos homens, por desconhecimento do prazer que proporciona. Para que um homem o faça, além de confiar plenamente na parceira, ele precisa ter suas próprias convicções bastante sólidas, porque gostar da prática não implica em homossexualismo, mas em descobrir e vivenciar o prazer de outras formas.

E, finalmente: Até quando?

E então? Fazer até o parceiro chegar ao orgasmo, ou só como um carinho mais íntimo?

Depende. Alguns homens ficam alucinados quando fazem sexo oral até o momento do prazer. Outros ficam angustiados, porque querem terminar o sexo da forma mais “convencional”, e seguram o orgasmo até sentirem dores para não ejacularem na boca de suas parceiras. Cabe a você ter a sensibilidade de perceber QUANDO aquilo é só complemento, e quando aquilo é “serviço completo”. Mas eles geralmente sinalizam isso. Enquanto não pedir pra parar... Não pare, oras!

E se pintar a dúvida: “cuspir ou engolir”...Bom, eles preferem quem engole. Mas aí, vai da forma como cada mulher lida com sua sexualidade e seus fluidos, não é mesmo?

Agora que o básico já se sabe... O treino leva à excelência, portanto usem a imaginação!
Leia Mais ►

PARA NOSSA ALEGRIA

QUEM AINDA NÃO VIU, TÁ PERDENDO.







KKKK
Leia Mais ►