sexta-feira, 1 de março de 2013

GOSTO NÃO SE DISCUTE...


Não sou do tipo que vejo o melhor dos outros ou coloco condições absurdas para ter alguma relação comigo, mas depois de hoje vi que tenho de desabafar sobre isso. Saí com um cliente muito cheiroso, cara bonito e tem o que eu mais gosto nos outros que é a simplicidade, bastou ser simples e humilde que a pessoa já me ganha, só que nem tudo está madrugada foi perfeito e acabei vendo algo bem desagradável. O trago para minha casa e ao começarmos a tirar a roupa, vejo que ele estava usando aquelas cuecas Lupo, aquelas simplesinhas e que nem chega a ser Box, juro que depois disso fiquei triste. Eu já usei muito estas cuecas e admito que já fiz muito programa com estas cuequinhas feias, hoje as vendo no corpo de outra pessoa, vejo a vergonha que eu passei quando saía com elas ao encontro de alguém. Não estou sendo “nojentinho”, mas depois da primeira vez em que eu usei uma Calvin Klein, não quis mais saber de outra cueca, pra ser sincero cheguei a usar estas mais simplesinhas, mas juro que ela começou a me dar alergia.

Ah, eu não quero me gabar e menos ainda dizer que uso roupas íntimas de marca, só quero dizer que foi feio ver uma cueca simples em alguém. E que há muito tempo, eu também usava.

Mas eu percebi que sempre que me encontro com alguém, a primeira coisa que vejo é a marca de sua cueca, sei lá, mas eu gosto quando vejo alguém usando cuecas Box, chega a ser sexy e muito bonito e por isso, eu só uso elas.

Rsrsrs. Não vou pedir que comprem cuecas de marca pra sair comigo, mas se usasse pelo menos uma “boazinha” eu agradeceria, pois ficaria mais excitado.

Bom, depois de dizer isso preciso comentar o meu lado “pobre”, não quero dizer que sou mais ou tenho mais, sei que ao dizer isso muita gente irá me criticar por estar agindo como o “tal”, mas não é bem assim.

Antigamente quando ainda era pobrezinho, sempre dependia de roupas vinda de minha tia, ela vivia me sustentando devido há um certo período minha família (pai e mãe) ter passado necessidade, com isso eu ainda criança recebia a ajuda dela ao vestir. Às vezes eram roupas que ela ganhava de gente rica que não usava mais e claro, roupas novas também, vivi muito dessa forma e até um tempo atrás (quando cheguei na cidade) eu ainda tinha as roupas, por simplesmente estar sem grana e arrumando minha vida pouco a pouco. “Aí apareceu o senador”, ou seja, fiquei melhor ($$$) e pude experimentar coisas boas e gastar no que bem entendo, às vezes quando vou comprar algo, penso duas vezes para não gastar atoa, só que depois me vem o passado na mente e penso: já vivi tanto tempo da minha vida sendo “pobre” e hoje que “posso” gastar um pouquinho mais, vou me controlar? E quando vejo gastei uma fortuna comprando cuecas e camisas da Calvin Klein, pagando caro, mas com coisas de qualidade. Ah, no meu guarda-roupa também tem coisas da Over Black e lojas Éd+, e coisas boas!

OBS: esses dias me senti muito mal ao agir de uma forma mesquinha. Antigamente sempre comprava nas lojas do “povão”, além de ser barato tinha roupas que eu gostava, mas esta semana quando fui a uma dessas lojas, fiquei com vergonha de sair com sacolas de um lugar “simples”, na mesma hora mudei de ideia e fui a uma loja onde vende roupas de marca comprar camisas. Não sei o que me deu, mas não queria ser visto comprando em lugar “fuleiro”. Esta atitude até hoje me persegue me deixando com aperto no coração e me fazendo imaginar se estou me tornando besta por agir assim. Espero que não.

E sou muito simples, não gosto de me exibir por aí como muitos aqui da cidade, tanto que eu só tenho um par de sapatos, não acho “legal” ter vários sapatos, só tenho dois pés e não sou centopeia pra ter mais de trinta, mas sou alguém que gosta de vez em quando comprar algumas coisas boas, mas espero que não pensem mal de mim por dizer isso, mas se pensarem, que se fod....

Mas eu gostei de trepar com este cliente, a intenção era de trepar com ele e não realizar fetiche com sua cueca, mesmo assim me diverti bastante enquanto bebíamos e conversávamos sobre a vida. No tempo de duas horas acabamos transando mais de três vezes e em todas elas, comigo sendo enrabado.



 

3 comentários:

  1. Hiago vc deve ser um cara legal por isso vou ser educado: Não existe só Calvin Klein. Existem outras marcas ótimas de cueca. E vc não sabe escrever, é cueca BOXER e não BOX. BOX é aquela porta de vidro que tem dentro do banheiro pra gente tomar banho. E essa historinha de menino pobre que ganhava roupas de gente rica é bem infantil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algumas pessoas insistem em ter uma atitude ridícula, como por exemplo: Existir.

      Meu amor, será que ainda não entendeu que eu escrevo da forma que eu quero? O blog é meu! Ah, e BOX não é só a porta de vidro do banheiro, mas também um significado do soco que posso dar na sua cara.

      Mas agradeço a preocupação com as minhas coisas e minha vida e por falar nisso, nao sou egoista, se quiser pode ficar com meus problemas e minhas louças sujas p vc também.

      Beijos.

      Excluir
  2. Me identifiquei muito com esse post! Qual o limite entre ser fútil e só viver comprando marca? A linha é bastante tênue, convenhamos. Adoro comprar coisas de marca, mas marcas que sei que vão durar, que farão jus ao dinheiro que coloquei naquele produto. Cueca mesmo eu tenho um monte, várias marcas: Calvin Klein, Banana Republic, Tommy Hilfiger... mas cá entre nós, o que mais tenho mesmo é Hering haha, são baratas, duram muito e é fácil de encontrar na minha cidade. Não vou por uma cuequinha linda pra ir suar que nem monstro na academia, mas na hora de sair, tem que investir né?

    Sapato eu definitivamente não ligo, tenho um só, mas meu pecado são os tênis, já tive uns 20 pares(sou corredor amador), mas hoje "me toquei" e tenho somente 8, espero um dia ter apenas 6 :-P

    E esse povo recalcado, manda pro inferno! Abs, Eduardo.

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto