sexta-feira, 26 de abril de 2013

MINHA ENTREVISTA PARA UM ARTIGO


Sabe aqueles dias de prova que você passa o dia e a noite toda estudando e quando chega na hora esquece de tudo? Ou então quando se está concorrendo a uma vaga de emprego em que o dono da empresa te entrevista e começa a te encher de perguntas? Eu me senti assim, como sempre fiquei em todas as situações em que fazia prova ou entrevista de emprego e com o mesmo nervosismo, só que minha tensão hoje foi devido a uma entrevista que tive com uma pós-doutoranda que estava fazendo uma pesquisa para uma revista científica sobre homens negros e gays, na pesquisa ela achou meu blog e me chamou para tirar algumas dúvidas.

Ela achou corajosa a forma que eu conto minhas histórias e começamos a ter uma conversa via Facebook por duas horas.

Ela analisou um de meus textos e queria conversar sobre ele, o assunto que debati em cima dele. Foi uma conversa normal, algo que era para eu estar acostumado e tranquilo, já que todos os dias têm pessoas me fazendo perguntas sobre várias coisas, mas a cada pergunta que ela me fazia eu chegava a ficar tonto, sem reação e sem resposta pro que ela me perguntou. Estava nervoso, afinal de contas, era uma “entrevista” para um artigo que ela estava fazendo, e não de alguém curioso querendo matar a curiosidade. No final acho que deu tudo certo, me senti mal e com a sensação de que não a ajudei no que queria, mas ela me tranquiliza dizendo que foi tudo certo.

O artigo que ela está fazendo está pra ficar pronto em Agosto, até lá fico na ansiedade de saber como ficou. Putz, tô muito nervoso, mas animado e feliz com esta oportunidade que ela me deu.
Até Agosto então!
Boa tarde.
 

Um comentário:

  1. BOM SABER QUE VOCê NÃO ATENDE SÓ PESSOAS QUE TE PAGAM, BRINCADO
    HIAGO, QUANDO SAIR O RESULTADO POR FAVOR PUBLIQUE AQUI NO BLOG

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto