terça-feira, 17 de dezembro de 2013

PERFEITO. ..

Uma coisa é certa: 'Eu só consigo me satisfazer sexualmente por completo com alguém, quando o sexo é 0800'. Tem, sim, clientes que me deixam cheio de tesão, mas são os gratuitos que me excitam mais. Quando saio com alguém na base do ‘free’, é por eu estar a fim de ficar com quem eu quero, e isso, chega a ser um estímulo a mais. Foi essa vontade que me fez sair de casa para me encontrar com o anônimo. Na verdade, eu não estava com tanta vontade assim, menos ainda tesão, mas saí na intenção de que poderia ser uma noite boa com alguém que iria conhecer. Ele me deu as coordenadas para chegar até onde mora. Compromissado, ele fez de tudo para não ser visto e levantar suspeitas. Quando cheguei ao local onde mora, ele não vai me buscar na portaria, apenas abre o portão e diz o andar que mora. Logo quando saio do elevador, vejo uma porta aberta com uma mão acenando, me chamando. Entro e levo o maior susto. Ele estava camuflado, com seu rosto coberto para que assim, não fosse revelada sua verdadeira identidade. Fiquei com medo e, logo pensei na possibilidade de um assassinato. Ele me coloca sentado numa cadeira e tira seu pinto pra fora, para que eu chupasse. Mesmo empolgado com seu pinto na minha boca, fiquei cismado achando que fosse sacar uma arma ou me dar uma coronhada na cabeça. Com o tempo acabei me soltando e viajando na fantasia de ficar com alguém que se escondia para não ser reconhecido. Ele parecia um marginal com aquela camisa enrolada na cara, o que me excitou muito, depois que me senti mais à vontade.
Além de um pinto grande, ele também curtia tapas. Os primeiros foram bem de leve, mas depois eu disse que poderia carregar um pouco mais a mão na hora de me bater. Começa a dar tapas em minha cara, comigo sempre revidando. Hora chupava seu pinto, lambia seu saco, fazia com que me prendesse entre suas pernas e me apertasse, mordia seus peitos, seu pescoço, queixo, braço e por aí vai. Pra ficar completo, faltou o beijo na boca. Coisa que não rolou, apenas deixou rapidamente encostar minha boca na sua por cima da camisa e, mesmo assim, jogo rápido. Foi o primeiro que fico e sinto prazer em lamber os pés, ser pisoteado e levar chutes (bem de leve) no rosto. Estava realizando todas as minhas taras com aquele cara, faltou apenas pedir que mijasse em mim, aí, sim, seria um final bem feliz.
Lado Bom: Estava cansado de chupá-lo sentado, então, ele se deita e eu por cima começo a chupar, até ele gozar na minha boca.
Lado Ruim: Ele não se mostrou e evitava falar muito, tudo na intenção de continuar no anonimato. No mínimo deve ser alguém conhecido, porque este medo todo, não é só pelo fato de ter namorada.


2 comentários:

  1. oi pelo o que voce disse ai esse cara ta fazendo a limpa na cidade rsrsrs ja fui la tambem so que aconteceu a contrario. ele mora na beira rio certo? entao subi quando cheguei ele estava sentado tirei a rola pra fora e ele me chupou ate eu gozar mas antes disse tínhamos dado uns bons bjos na boca e quando fui enfiar o meu dedo no cu dele vi que o cu dele erra meio arrombado, mas quando tirei fedeu muito tava muito sujo rsrsrs mas esse cara n sei não é um passivo dos grandes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então eu acho que não é a mesma pessoa rsrs. O que eu fique é bem másculo.

      Excluir

Fala que eu te escuto