terça-feira, 27 de maio de 2014

48º DE 365 DIAS: VOCÊ QUER VENDER SUA ALMA?

Só para deixar bem claro, eu não tenho nenhum tipo de preconceito com pessoas que escolheram religião diferente da minha.

Eu estava um pouco assustado quando saio com o Macumbeiro, pois não conseguia parar de imaginá-lo recebendo entidade. Apesar de eu ter visto várias pessoas incorporadas (sendo elas meus amigos), eu cheguei a ficar “com medo”, pois antes de ele me ligar, eu estava assistindo a uma maratona de filmes de terror, e o principal era Atividade Paranormal, então, a gente acaba ficando com essa ideia de coisas paranormais na mente e, foi isso que me aconteceu quando ele me liga na madrugada, depois de eu assistir três filmes da "Atividade". Ele me leva para sua casa, onde cheguei a ficar ainda mais tenso. No caminho o imaginava recebendo entidade dentro do carro e a gente capotando (juro, fiquei com medo). Eu sei que não é assim que a banda toca, mas era o que minha mente perturbada me permitia imaginar na hora. Chegando em sua casa, após ver várias imagens de santos, não me senti seguro, me senti observado. Quando fomos para o quarto e começamos a transar, logo vinha na cabeça cenas do filme onde aparece uma sombra na porta e algum objeto se movendo. É, eu estava muito assustado, e isso, pois não é a primeira vez que saímos. Eu já presenciei muita coisa horripilante na vida, que não chega aos pés de um filminho de terror do que vi, e mesmo assim, não cheguei a ficar com medo quando presenciei o ocorrido.


Ae pessoal de Buenos Aires, vão se preparando, pois estou a caminho daí. Em breve estarei indo passar uma semana nesse lugar que há meses estou planejando de ir. Já tenho tudo acertado. Hotel, meu guia que vai me acompanhar aí (ainda estou decidindo isso) e todas as rotas que vou traçar. Agora só falta confirmar o dia e alguns detalhes da minha vida particular aqui na cidade.


Leia Mais ►

domingo, 25 de maio de 2014

46º E 47º DE 365 DIAS: THE NOITE COM HIAGO

Mesmo ele sendo casado, com filhos e alegar nunca ter tido um relacionamento mais a fundo com outro cara, ele até que se saiu bem quando permite que eu chupe sua bunda. Chegamos ao motel e ele logo cai pra dentro do banheiro para tomar banho. Ele estava em seu horário de serviço, mas tirou um tempo para se divertir. Já havia saído com ele antes, mas só tinha rolado sexo oral. No quarto, depois de tomar banho, eu estava deitado esperando que ele começasse a se insinuar ou demonstrar o que estava querendo fazer, mas ao invés disso, ele deitado, pelado, resolve me pedir ajuda para conectar seu telefone na internet (???). Comecei o chupando e mesmo assim ele não largava o telefone (típico de caras héteros). Incomoda um pouco, mas fazer o quê? Depois de chupar seu pinto e descer para suas bolas, resolvi ser mais ousado e tentar algo que ele nunca tinha feito, aos poucos fui passando a língua em suas bolas descendo para sua bunda, passando a ponta da língua na portinha de seu buraquinho. Não teve como negar, ele havia gostado.
Lado Bom: Ele se deita, deixa esfregar meu pinto em sua bunda, bater na portinha, mas não penetrar. Quando ele me comeu foi com força, sem me dar a chance de me esquivar por causa da dor que sentia. Estava seco, pouco lubrificado, enfiou com tudo como se fosse uma vagina que estivesse comendo, ele perguntava se queria que parasse, eu dizia não! Estava ardendo, mas estava aguentando.
Lado Ruim: Como era de se esperar, depois que gozou ele se levanta para se lavar e eu fico sem gozar. Esperava no mínimo um pouco mais de prazer. Como eu disse, não é por eu estar sendo pago que tenho de sair sem gozar. E outra coisa chata é quando se está chupando alguém e o mesmo não tem aquele impulso de segurar sua cabeça, forçando você engolir seu pinto e engasgar com ele. Agindo assim dessa forma seca, parece que não estava sentindo nada, sabe?


Às vezes quando vou me encontrar com alguém, sinto aquele frio na barriga como se fosse meu primeiro encontro. Fico gelado, corpo treme e chega ao ponto de meus dentes baterem um no outro de tanto nervosismo. Com o Gian acho que estava sendo a mesma coisa, mas não da minha parte, mas sim a dele. Nosso papo desenrolou legal, vi nele um futuro amigo que em poucos que saio cheguei a ver. Bom de papo e preserva uma boa discrição. Ele me busca e me leva até sua casa, onde o combinado era não perder tempo e fazermos tudo “rápido”. Ele não é experiente, então, acaba ditando algumas regras e me pede ajuda para que o guie da melhor forma para que o sexo desenrole. Nem precisou, pois ele manda bem. Em toda a transa ele ficava tremendo, cheguei a pensar que fosse algum problema que tivesse, mas não, era nervosismo. Mesmo sendo marinheiro de primeira, ele se deixou levar quando aos poucos vou passando a língua em seu cuzinho o deixando arrepiado e tendo uns tremeliques na hora. Perguntei se estava bom, e ele me disse que era uma sensação diferente. Ficamos um bom tempo nos agarrando e ele a fim de me penetrar, mas não rolou. Não estava preparado pra ser passivo, pois no momento em que ele me liga, eu tinha acabado de sair do banho, e como não sabia que seria procurado, não fiz minha higiene íntima, sabe? A parte gostosa foi quando fomos para a cozinha, encostados na janela com ele fumando e eu passando a cabecinha do meu pinto em sua bunda que estava cedendo e quase recebendo meu pinto dentro,  e pelo que me disse, seria o primeiro. A situação estava gostosa, tanto de vê-lo fumar quanto o “penetrar”. Naquele momento queria apenas ficar daquele jeito, pelados e agarrados na cozinha.


Leia Mais ►

quinta-feira, 22 de maio de 2014

44º E 45º DE 365 DIAS: 100 HOMENS EM UM ANO?

Com o ritmo das minhas saídas, tô chegando à conclusão de que até o fim do ano chego ao número 100 de pessoas que saí. Não é minha intenção ficar contando e somando quantos pego por ano. Acho que o número está pequeno, pois estou me dando ao luxo de escolher com quem vou sair (mesmo acertando ou errando nas pessoas que escolho), pois se eu fosse de realmente sair com todos que me procuram TODOS OS DIAS (mais de 30 ligações), acho que, até hoje, desde o começo do ano, teria tido mais de 200 clientes, entre eles fiéis que sempre me procuram e os novatos. Espero ter pique de continuar até escrever meu livro. Espero que até o número 100 eu esteja com meu livro editado e quem sabe pronto para que em poucos meses seja divulgado. Este chega a ser um dos desejos que quero realizar antes dos meus 30 anos.

Se de todas as vezes que eu pegar um taxi for de acontecer isso, será um prazer pagar taxi pra me levar aonde quero. Acordo tarde, saio pra tomar café e quando vejo, já passou da hora de eu ir trabalhar. No caminho pego um táxi pra que eu chegue mais rápido. Na metade do caminho o taxista encosta o carro numa rua e me pede um abraço, um abraço que veio acompanhado de um bom beijo de língua. Bom, não é nada disso que vocês pensam, ele não é mais um maníaco sexual que aborda seus passageiros, ele tem liberdade de fazer isso comigo, pois já saí com ele algumas vezes. Sempre marcamos de sair depois do expediente, mas nunca dá tempo. Ele por ser casado tem que se manter presente em sua casa, com sua esposa e filhos.


Eu havia saído do serviço, já estava em casa deitado e assistindo filme quando acabo sentindo tesão e vontade de “trocar o óleo”. O quebra-galho aparece na hora certa e me alivia na madrugada que estava cheio de vontade. Numa rapidinha ficamos aqui perto de casa, onde tive para me satisfazer sua bela bunda que estava com muita fome. O tesão era tanto que, acabei gozando rápido. Uma coisa que eu percebi, é que, ele de todas as vezes que saímos atualmente não goza. Antigamente ele chegava a gozar rápido, mas hoje, não sei se pela idade, acaba dificultando.


Leia Mais ►

sábado, 17 de maio de 2014

42º DE 365 DIAS: A FILA ANDA!

Boa tarde.

Como muitos devem imaginar, andei sumido, pois novamente estou com problemas em minha internet. Resolvi mudar meu plano achando que seria melhor, mas acabou sendo uma das piores coisas que fiz, pois além de pagar caro, não uso da forma que gostaria. Achei engraçada a situação quando estava na loja fazendo meu pacote de internet quando aparece a Espalhafatosa. Ela mora no exterior (acho que Estados Unidos) e estava reclamando que aqui no Brasil sua operadora não funciona direito como lá fora e um monte de blábláblá. Sendo brasileira, mas morando fora, ela adora falar mal do Brasil. Bom, a melhor parte é que ela adorava fazer pose, caras e boca, e quando fizeram uma consulta em seu nome, viram que estava restrito no SERASA (kkkkkk). Quer pagar de rica sem ser. #ResendeSurpreende.

Não chegou a ser muito divertido um reencontro com CDF. Apesar de ele ter me surpreendido da última vez ao demonstrar interesse pela minha bunda, mesmo ele sendo passivo, isso não chegou a ser um sentimento forte suficiente para que eu aceitasse passar a noite com ele. O encontro por acaso, enquanto saio para comer, ele está à procura de alguém para satisfazê-lo. Ele me para, conversa e diz estar a fim de sair comigo naquele momento, e pra piorar a situação, ele está morando longe, muuuuito longe. Bom, acho que não teria jeito de aceitar um pedido assim, de última hora. Como eu disse várias vezes, eu gosto das coisas marcadas e combinadas para não ter problemas. Na rua ele me acompanha tentando me convencer, estava quase conseguindo, até o momento que nos beijamos e sinto aquele bafo de bebida misturado com cigarro e um leve gosto de bala de hortelã (odeio bala, principalmente de hortelã). Não tem tesão que aguente. Ele tenta me comover relembrando momentos que passamos juntos, mas eu digo: Dá licença, mas a fila anda. O cachê que eu cobro não está incluído asfixia por bafo de cigarro e bebidas, nem rola. #EscoveOsDentes 

Mais uma vez muito obrigado a todas as mensagens que me mandam. Ontem consegui um tempinho (e um wi-fi que funcione) para responder aos e-mails e mensagens de Whatsapp que recebo com frequência. Não dei atenção a todos, mas a grande maioria que esperava há tempos uma resposta minha, sim. Mais uma vez eu digo: Fico feliz quando ouço “Hiago, sou seu fã”, mas saibam que, eu sim sou fã e admiradores de vocês que me acompanham sempre. Muito obrigado por esse carinho e tenha um bom fim de semana.

Hiago Waldeck


0(24) 9-9966-5622 Whatsapp e contatos.


Leia Mais ►

domingo, 4 de maio de 2014

36º DE 365 DIAS: NÃO TÔ LEGAL – CORRENDO CONTRA O TEMPO

O Carioca havia chegado no momento certo. Eu tinha recebido uma notícia não muito boa que acabou me deixando muito chateado durante a noite. Logo em seguida recebo a ligação dele, que estava de passagem por Resende a caminho do Rio de Janeiro e queria me encontrar. Uma voz alegre, me parecendo ser bem extrovertido, acabou me cativando, me fazendo sorrir mesmo sem ter motivos. Muito educado, simpático e com um jeito doce ao falar por telefone. Foi exatamente isso que me fez o convidar para vir em minha casa. Disse a ele que hoje estaria de folga, mas que por sua simpatia eu abriria uma exceção e até daria um desconto, tudo por tamanha simplicidade que ele demonstrou ter. Ao chegar aqui em casa, com a ajuda de um GPS, tento começar um diálogo com ele, a fim de conhecê-lo talvez, mas esta minha tentativa foi fracassada, pois logo que ele se senta, vou pra cima dele o beijando. Boca macia, parecia que eu estava beijando uma mulher. Ele foi enviado no momento certo para que eu me esquecesse das perturbações que estavam me afligindo. Em todo o momento em que passamos juntos me desliguei, me diverti e me excitei, principalmente quando ele me pergunta se curto chuva dourada (mijo), aí fiquei mais animado. Tentamos realizar esse nosso fetiche em comum na minha cama, sem se preocupar com a lambança depois, mas não aconteceu, pois ele não sentiu vontade de urinar.
Lado Bom: Ele me trouxe paz e muita tranquilidade. Com pegada boa, soube ser bem safado na hora certa, às vezes parando, deitando-se ao meu lado e conversando.

Depois que tudo terminou, fiquei olhando por um bom tempo o dinheiro que eu havia recebido e deixado em cima da cama. Pensei comigo se estava valendo a pena e até onde eu preciso ir para conseguir o que eu quero. Naquele momento desejei uma vida mais fácil, sem ter que abrir a perna por dinheiro, o que já está me cansando.


Leia Mais ►