quinta-feira, 19 de junho de 2014

54º DE 365 DIAS: JÁ TIVE TRANSAS MELHORES!


Depois de me deixar muito instigado me mostrando fotos de seu corpo, pinto e bunda, resolvi marcar uma saída com o putinho. Novinho, 23 anos e um corpo delicioso. Fiquei excitado quando ele começa me mostrando fotos de sua ereção e bunda rosada que, fui “obrigado” a comprovar se era tudo isso mesmo. Fui á Volta Redonda para encontrá-lo, não foi difícil achar sua casa, pois conheço mais ou menos o lugar e, ele me ajuda passando o endereço. Telefonei avisando que estava na porta do prédio e subo ao seu apartamento. Bonitinho, corpo malhado, mas cometeu um “erro” (gafe) quando coloca filme hétero para assistirmos. Filme hétero?!!! Pior de tudo, é que o filme era horrível! Estava com muita vontade de ser passivo com ele, muita mesmo. Ainda mais depois de ver seus 22 cm ereto (por foto), isso foi estimulante. Logo de cara, comecei chupando seu pinto na intenção de vê-lo crescer, mas minha flauta mágica não foi tão boa para que fizesse a cobra subir. Ele ainda gemia como se estivesse sentindo tesão, quando na verdade era puro fingimento. O segundo passo para ver seu dote duro foi chupar sua bunda e ficar roçando. Bom, eu tentei, fiz de tudo para que ficasse de pau duro, mas não ficou. Acabei passando da vontade de dar e ser dominado, para ativo comedor de um cu que estava gostoso no começo, mas que depois me desanima com seus gritos falsos. Faltou pouco para eu gozar, mas me segurei. Depois que trocamos de posição e pude ver que ainda não estava excitado, eu acabei broxando, vi que todo aquele papo de comedor era balela, tanto que, ele estava com a “chuca” feita, sendo que eu tinha dito estar indo para dar e não comer.
Lado Ruim: Acabamos ficando conversando no fim das contas. Eu fiquei tão sem graça, que acabei “fingindo” estar com pressa para ir embora. Assim, o poupei de arrumar alguma desculpa falsa como seus gemidos para justificar sua "ereção" (broxamento).

Ontem passei à tarde com minha família. Uma prima estava de passagem pela cidade e acabamos nos encontrando. Ficamos eu, ela, minha irmã e sobrinha pequena no shopping. Me diverti muito, mas também fiquei emocionado, mas me segurei. Ela me disse que no dia em que eu saí de casa, quando tinha saído escondido com minha bolsa, ela chegou a me ver saindo, viu que eu estava fugindo, mas não podia fazer nada. Veio toda a lembrança daquele dia, quando eu acordei cedo e esperei meu pai sair de casa para poder fugir. Depois, rimos e aproveitamos muito, esquecendo o lado ruim que passei.

Então, Bahia, dia 27 estarei aí na cidade, em Salvador pra ser preciso. Espero um comitê de boas-vindas hem hahaha.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fala que eu te escuto