quinta-feira, 23 de outubro de 2014

PROJETO 2015: FICAR MILIONÁRIO!

Tudo na vida tem um preço, e o que eu busco pra mim custa caro! Andei fazendo as contas e cheguei à conclusão de que eu preciso me esforçar mais um pouco para alcançar a quantia que eu preciso. Este ano meu rendimento foi baixo, mas por escolha minha, pois queria mais viajar do que trabalhar. Se eu tivesse aceitado todos os clientes que me procuraram, estaria com 3x mais grana do que tenho hoje. Tô me preparando para voltar com tudo e faturar muito. Coloquei na ponta do lápis tudo que eu ganho, tudo que eu gasto e vejo o quanto me sobra. Quero garantir minha aposentadoria, abro meu próprio negócio e saio dessa vida.

Tenho que ver o valor do cachê e colocar um preço fixo. Dos poucos programas que fiz, eu acabei faturando alto por cada um deles, não por eu ter cobrado tal valor, mas acabei ganhando como “bonificação”. Muita gente reclama do valor que eu cobro, sendo assim, preciso cobrar um valor que seja acessível ao público e que não me prejudique. Mas também não tô a fim de ter qualquer tipo de cliente, principalmente os pobres metido a besta. Acho que 250,00 à 300,00 seria um valor justo. Fazendo três programas por dia nesse valor e somando durante um mês, eu ganharia pouco mais de 20 mil. Nesse ritmo eu chegaria à meta de 100 mil em março de 2015, daqui cinco meses. Isso se eu atender todos os dias, o que eu acho difícil por sentir preguiça. Mas não esquecendo dos dias que eu ganho o dobro em apenas um programa.

Como diferenciar clientes e programas para não reclamarem que cobrei caro de um e barato de outro? Não sei...



Pra juntar 100 mil por mês, eu teria que ganhar pouco mais de três mil por dia. Não daria conta de tantos clientes assim, e meu tempo é bem curto.  Por dia de trabalho eu chego a tirar uns 1,300 reais, mas isso nos dias que eu atendo, claro!

Sabe qual a conclusão que eu cheguei ao fim disso tudo? De que meu curso de contabilidade não adiantou em nada! Fiz tantas somas (incluindo minha viajem para Paris e meu futuro apartamento), mas não esclareceu muita coisa.


Há uns anos atrás eu estava fazendo este mesmo orçamento. A única diferença é que, hoje em dia, ganho MUITO mais do que antes e estou mais maduro pra lidar com o dinheiro e as responsabilidades da minha vida. Por falar nisso, ainda estou em dívidas com pessoas que me ajudaram na fase negra da minha vida, quando não tinha um centavo no bolso. Eu reclamo dos outros, mas já pedi muito dinheiro emprestado, acredita? 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fala que eu te escuto