31 março 2017

SAGRADO E PROFRANO: MINHA EXPERIÊNCIA NO SEMINÁRIO


Recebi algumas mensagens de pessoas me parabenizando pela minha atitude em ajudar o próximo. Já outros me criticando como se fosse uma jogada de marketing. Não importa. Quem conhece minha vida sabe que eu gosto de ajudar.

Pensando nisso, resolvi comentar sobre quando eu havia ido a um seminário para ser padre, fazer votos de pobreza e ajudar o próximo. Sim, eu tentei ser padre, e foi quando dei um tempo na prostituição.


Quando pequeno eu sempre frequentava com minha mãe aquelas novenas de fim de ano, cada dia numa casa diferente. Sabia todos os cânticos e orações à Virgem Maria. Com o passar do tempo, eu achei que tivesse ouvido o chamado de Deus me convocando para ser padre. Eu tinha certeza do que queria. Eu queria ser padre e entrar num seminário.
Minha primeira tentativa foi quando minha mãe faleceu, fiquei sem chão e meio perdido (relato isso em meu livro). Mas não deu certo. Por telefone eles perceberam que eu estava a fim de seguir a carreira não por vocação, mas por eu ter tido uma grande perda.
Minha segunda tentativa, há uns anos atrás, foi na Toca de Assis (minha primeira tentativa foi com eles também). É um lugar aonde a primeira coisa a ser feita são os votos de pobreza, ou seja, se eu tivesse conseguido ficar lá, não teria e nem poderia estar rodeado de luxo. O lado bom seria a parte de ajudar o próximo, como vejo várias vezes pessoas deste grupo fazendo com os moradores de rua. Entrei para o seminário depois de muita lábia, pois para isso você tem que ter um “registro” de que segue a igreja, faz parte da paróquia, etc... coisa que eu não tinha. Entrei para fazer um experiência vocacional e para saber como seria minha atitude dentro do seminário. Era para ter feito uma experiência de trinta dias, mas com quatro dias eles me convidaram a se retirar rs. Fui expulso!

Ah, teve alguns acontecimentos, mas o principal foi de eu não ter vocação. Além dos superiores perceberem que meu passado era negro, eles perceberam um pouco do meu jeitinho “nojento”. Resumindo: não iria conseguir deixar de transar e menos ainda esbanjar dinheiro que tanto gosto. 

Quando você entra para um lugar assim, você realmente entra focado em estudar e se tornar padre. Mas ver seus amigos seminaristas acordando de pau duro (instinto de todo homem) era algo instigante. No seminário acontece muita coisa proibida que muitos praticam, mas que permanece em segredo.

Eu já tive experiência sexuais com pastor, padre, seminarista e até satanista, mas isso é assunto para outro post.

29 março 2017

NOVA FASE!


Neste ano meu personagem Hiago Waldeck comemora 10 anos de existência! Para comemorar esta nova fase, estou engajado com vários projetos a fim de ajudar o próximo.

Não tenho mais aquela preocupação em fazer minha vida, pois graças a Deus conquistei tudo o que eu queria. Hoje, mais experiente e maduro, quero dar segmento a outro tipo de trabalho que já estou me empenhando, que é o trabalho voluntário.

Sim, estou entrando em contato com várias ONGs para me tornar apoiador das causas nobres. Hoje tenho a obrigação de ajudar o próximo e quem sabe evitar que muitos passem pelo mesmo que eu. Estou envolvido em vários projetos como levar suprimentos a moradores isolados da Amazônia, levar cultura, lazer e qualidade a periferias da cidade e muito mais.

Minha principal causa para estar entrando neste ramo totalmente diferente da que eu estava acostumado (falo da prostituição), é para poder fortalecer o orgulho e a autoestima de jovens de comunidades pobres.

“Como todos sabem, desde pequeno eu sempre fui humilhado e isso acabou prejudicando minha confiança e autoestima. Com o passar do tempo acabou se agravando, pois eu tinha medo de chegar nos lugares e ser maltratado pelos outros. Hoje tenho minha casa, meu dinheiro e minha independência. Prometi a mim mesmo que não deixaria ninguém me rebaixar e me humilhar novamente. Superei!”.


É essa garra e experiência de vida que eu desejo passar aos outros. Superação! 

Uma das minhas fotos favoritas. Quase morri para dar esse salto! rs.


21 março 2017

FALANDO SOBRE SEXO


Olá, boa noite.

No post de hoje iremos fazer diferente. Escreva nos comentários abaixo sobre qualquer dúvida que tenham sobre SEXO que eu estarei respondendo a vocês.

Tô a fim de conhecer melhor as pessoas que me acompanham e pretendo ter um contato mais íntimo com vocês.



Beijos e boa noite.


#HWResponde 


15 março 2017

DE GAROTO DE PROGRAMA À SUBCELEBRIDADE


“Você não tem foto pelado na internet e nem vídeos de sexo, e mesmo assim conseguiu se dar bem na vida. Esse é o segredo do sucesso? Ser discreto para ganhar clientes?”

(Pergunta feita por um garoto de programa)

No início eu postava foto pelado não somente no meu blog, mas em anúncios de garotos de programa. Com o passar do tempo resolvi agir de forma “comportada”. Não queria que alguém viesse ao meu encontro pelo meu corpo e sim pelo que sou. E deu certo!

Com isso, muita gente acha que esse é o segredo do sucesso e me pergunta passo a passo. Gente, eu não sei! As coisas em minha vida aconteceram sem planejar. Eu sonhava em ser conhecido, mas não ficava igual um desesperado fazendo “coisas” para chamar atenção. Foi vindo naturalmente. O que ajudou a dar um pontapé na minha popularidade foi o fato de eu ter sido um morador de rua e ter dado a volta por cima. Hoje acabei me tornando inspiração para muita gente que me divulga e compartilha meu trabalho.

video
Trecho da entrevista para Rede Tv. Assista ela completa ( AQUI )

No livro conto detalhadamente em meu livro: O DIÁRIO QUASE SECRETO DE UM GAROTO DE PROGRAMA


Quer mesmo ser famoso? Transforme uma desgraça em sua vida em holofote. O fato de eu ter morado na rua, passado fome e depois ter dado a volta por cima e ficado rico, me ajudou a “aparecer”. E quando você tem uma história de vida assim, você acaba chamando a atenção. Tem um vídeo do blog Diva Depressão muito divertido onde eles ensinam  os caminhos para ser subcelebridade.




Boa noite.

12 março 2017

FETICHES ESTRANHOS




Eu nunca fui contra algum cliente ter alguma fantasia sexual estranha. A única coisa que sempre fui contra foram as pessoas que chegavam até mim na intenção de ter relações com crianças. Isso eu não suportava e chegava a denunciar as autoridades.

Como prostituto conheci o imaginário, sonhos, desejos e segredos de muitos clientes. O mais gostoso, e que serviu de aprendizado, foram os fetiches. Conheci muitos com desejos estranhos, que não cheguei a mencionar no livro e que revelo agora para vocês. Separei três para compartilhar.

  • ESMAGAR COM SAPATOS:

Certo dia apareceu um homem (famoso) que tinha o desejo de matar baratas e bichos. Cheguei a dar risadas quando me propôs isso, mas depois vi que a coisa era séria e ele se excitava em pisotear. No dia de nosso encontro, ele me leva um pote de vidro CHEIO DE INSETOS (baratas, formigas e pedaços de tijolo) e espalha pelo quarto. Nossa “diversão e prazer” foi sair pelo quarto pelado e pisando em tudo. Ele levava isso tão a sério, que ele gemia de prazer enquanto pisoteava nos insetos.

  • PUM CHEIROSO

Antigamente eu achava muito nojento a ideia de alguém mijar em você. Com o passar do tempo acabei me tornando adepto a tal prática e gostando muito! Mas tudo tem limite. Este cliente me confessou que havia ficado com outro garoto e praticado a posição 69, e num acidente, o garoto que estava por cima dele, sem querer acabou soltando um peido em sua cara o estimulando ainda mais. Não deu outra, ele me procurou para fazer o mesmo com ele e na mesma posição. Ah, eu fiz. Por ser algo meio constrangedor, ele até me pagou a mais por isso.

  • PRESENTE OU CASTIGO (QUEBRA NOZES)

Geralmente em nosso encontro ele sempre reservava o quarto de um hotel de luxo. Dentro de seu sapato ele sempre colocava um pequeno chicote em um pé e no outro um presente. No quarto, ele pedia que eu escolhesse um dos pés. Caso eu escolhesse o pé que continha o presente (geralmente ele colocava dinheiro), eu poderia ficar com tudo. Caso o pé escolhido tivesse o chicote, ele me “obrigava” a chicoteá-lo até eu me cansar.  

 Na brincadeira, ele sempre insinuava o pé que estava o chicote, pois assim poderia ser castigado e apanhar a noite toda. Teve um dia que ele pediu que eu fosse mais além e queria que eu praticasse o quebra nozes, e chutasse com força seu saco. Sendo homem, sei muito bem a dor que ele sentiria, ou melhor, sentiu, pois acabei fazendo nele.


09 março 2017

ESTIMULANTES SEXUAIS NA VIDA DE UM GAROTO DE PROGRAMA.


Uma questão muito discutida que recebo sempre de meus leitores e garotos de programa é a respeito sobre estimulantes. Depois que você se torna garoto de programa, por mais que goste de sexo, você descobre que nem todo mundo vai te deixar em ponto de bala (ou de pau duro).

A maior dúvida dos meus leitores é: “Como não broxar diante de um cliente”.

O primeiro cliente que atendi e que aconteceu de eu broxar me deixou deprimido. Ele não tinha nada de errado, simplesmente não me despertava o interesse. Depois desse dia comecei a usar estimulantes, genéricos do Viagra, como se fosse uma pílula de vitamina que diariamente consumia. O remédio usado era o Sildenafila. Era muito bom, tirando a parte dos efeitos colaterais, que em muitos casos, chegam levam a morte.
O estimulante me ajudava a turbinar a ereção, mas o uso INADEQUADO destes medicamentos podem ser prejudiciais abalando sua confiança e assim afetando sua sexualidade. Em meu caso, havia um tempo que eu tinha a certeza de que só iria conseguir ter relações sexuais se tomasse o remédio antes. Havia abalado minha confiança.

Eu tinha 24 anos. Precisava mesmo usar isso e prejudicar minha saúde? Pensando nisso resolvi aposentar os comprimidos.

O QUE FAZER: Hoje em dia existem muitos remédios NATURAIS que chegam a ser melhor do que remédios sintéticos. Mas saiba que, a sexualidade está na cabeça de cada um. Se você achar e acreditar que precisa de remédio, você vai estar criando uma barreira na sua cabeça e fazendo com que o problema realmente apareça. 

Exercite sua cabeça com um filme pornô ou até mesmo com masturbação antes de se encontrar com algum cliente. Vá se estimulando até sentir que vai gozar. Mas claro, não goze! Segure a gozada e vá repetindo. Garanto que, além de estimular, vai ajudar acumulando a gozada, fazendo que haja aquela explosão na hora do orgasmo. Isso me ajudava a ter mais prazer quando saía com alguém que não me agradava muito. E caso meu cliente fosse alguém que me desse tesão, com este método que eu fazia, o sexo acabava sendo bem melhor. 



Anterior Proxima Página inicial