domingo, 12 de março de 2017

FETICHES ESTRANHOS



Eu nunca fui contra algum cliente ter alguma fantasia sexual estranha. A única coisa que sempre fui contra foram as pessoas que chegavam até mim na intenção de ter relações com crianças. Isso eu não suportava e chegava a denunciar as autoridades.

Como prostituto conheci o imaginário, sonhos, desejos e segredos de muitos clientes. O mais gostoso, e que serviu de aprendizado, foram os fetiches. Conheci muitos com desejos estranhos, que não cheguei a mencionar no livro e que revelo agora para vocês. Separei três para compartilhar.

  • ESMAGAR COM SAPATOS:

Certo dia apareceu um homem (famoso) que tinha o desejo de matar baratas e bichos. Cheguei a dar risadas quando me propôs isso, mas depois vi que a coisa era séria e ele se excitava em pisotear. No dia de nosso encontro, ele me leva um pote de vidro CHEIO DE INSETOS (baratas, formigas e pedaços de tijolo) e espalha pelo quarto. Nossa “diversão e prazer” foi sair pelo quarto pelado e pisando em tudo. Ele levava isso tão a sério, que ele gemia de prazer enquanto pisoteava nos insetos.

  • PUM CHEIROSO

Antigamente eu achava muito nojento a ideia de alguém mijar em você. Com o passar do tempo acabei me tornando adepto a tal prática e gostando muito! Mas tudo tem limite. Este cliente me confessou que havia ficado com outro garoto e praticado a posição 69, e num acidente, o garoto que estava por cima dele, sem querer acabou soltando um peido em sua cara o estimulando ainda mais. Não deu outra, ele me procurou para fazer o mesmo com ele e na mesma posição. Ah, eu fiz. Por ser algo meio constrangedor, ele até me pagou a mais por isso.

  • PRESENTE OU CASTIGO (QUEBRA NOZES)

Geralmente em nosso encontro ele sempre reservava o quarto de um hotel de luxo. Dentro de seu sapato ele sempre colocava um pequeno chicote em um pé e no outro um presente. No quarto, ele pedia que eu escolhesse um dos pés. Caso eu escolhesse o pé que continha o presente (geralmente ele colocava dinheiro), eu poderia ficar com tudo. Caso o pé escolhido tivesse o chicote, ele me “obrigava” a chicoteá-lo até eu me cansar.  

 Na brincadeira, ele sempre insinuava o pé que estava o chicote, pois assim poderia ser castigado e apanhar a noite toda. Teve um dia que ele pediu que eu fosse mais além e queria que eu praticasse o quebra nozes, e chutasse com força seu saco. Sendo homem, sei muito bem a dor que ele sentiria, ou melhor, sentiu, pois acabei fazendo nele.


8 comentários:

  1. Adoro me sentir humilhado e chego ao orgasmo quando alguem peida em minha cara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ate aceito peido na cara, mas esmagar insetos com sapato já eh demais!

      Excluir
  2. Paguei por uma garota de programa que fizesse fezes num prato para eu comer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O brasileiro precisa ser estudado.

      Excluir
  3. Nunca contraiu nenhuma gonorreia praticando isso?

    ResponderExcluir
  4. Lembro que uma vez vc comentou que um cliente seu estava ansioso esperando uma mensagem falando que havia um corpo (ou partes dele) para ele se realizar. Fiquei meio em choque em descobrir esse tipo de realidade.

    ResponderExcluir
  5. Marcos, foi algo que me deixou muito chocado. Depois daquele dia fiquei semanas sem dormir direito, pois não conseguia acreditar que o ser humano pudesse chegar tao longe assim num ato de crueldade e BIZARRICE! Fiquei arrepiado ao lembrar disso agora.

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto