01 janeiro 2013

WHAT DO I DO?



 A tarde foi boa, sua companhia estava me satisfazendo em tudo, todo o sentimento que eu tive na época em que nos conhecemos acabei sentido mais uma vez, a única coisa que na qual não passava em minha cabeça era de termos alguma relação sexual, estava a fim de curtir o momento, aproveitar ao máximo nosso encontro depois de muito tempo. Primeiro fomos almoçar, eu na verdade, ele apenas me acompanhou, ainda tive de tirar “onda” com seus óculos, pois o sabonete que estou usando queimou minha pele, deixou umas marcas vermelhas ao redor dos olhos que não chamavam a atenção, mas me incomodou bastante.

Conversamos um pouco, o suficiente para eu resumir minha vida para ele e também saber sobre a dele. Saber de seu passado me fez pensar no futuro, foi uma boa experiência. Ele apesar de novo teve muita história pra me contar.

O inevitável aconteceu, acabei trazendo ele para casa onde tivemos uma tarde juntos, com o calor apenas nos atrapalhando. Acabou sendo bem melhor do que imaginava quando estivesse ao seu lado, ele me fazendo promessas de um futuro melhor me fez perder o medo que às vezes tenho da vida e tudo mais que possa me impedir de continuar. Só não sei se vale mesmo a pena continuar nessa situação, de me enroscar e dizer a alguém que AMO, a última que eu disse isso, acabou me trocando por vários outros garotos. Não me sinto um mal amado por dizer isso, mas sou alguém que já apanhou muito e hoje em dia dispenso quem me procura, quem realmente quer ficar e ter algo comigo, acho que só o tempo pra confirmar algo, assim quem sabe ele não me mostre à verdade e o caminho que devo seguir.

Agora quero mesmo aproveitar, continuar conhecendo gente bacana e claro, ganhar meu dinheiro.

A parte chata da situação foi ele ter saído ao encontro de sua mãe e ter me deixado esperando, nossa que raiva me dá isso! Antes falasse que não voltaria, assim não ficaria esperando. Depois me manda mensagem (ainda não mandou) pedindo desculpas e falando alguma coisa pra se justificar, como todos fazem.
Anterior Proxima Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário

Fala que eu te escuto