19 maio 2013

JOÃO LOUCO (QUE EU AMO)...



Entre a leitura de um livro ou site, prefiro muito mais um livro, pelo menos o esforço com minha vista é menor. Se eu não fosse o personagem Hiago e alguém tivesse me apresentado o blog “dele”, tenho certeza de que seria algo que não iria ler. Às vezes eu escrevo muito, tanto que chega a dar preguiça, mesmo assim tem pessoas que passam por aqui todos os dias me elogiando e me acompanhando. Às vezes me cobrando, querendo saber o porquê não escrevi no dia ou desabafando sobre algum assunto que eu tenha comentado.

Faz tempo quando recebi um e-mail de um rapaz de Teresópolis, falando de minhas performances no blog e que aos poucos foi o conhecendo. Na época quando me procurou, não achei que fosse ser alguém especial, imaginei que fosse só mais um que passa pelo meu blog conhecendo sobre minha vida, e que depois partiria sem deixar raízes. Mas ele, como os poucos com quem fiz amizade por aqui, mostrou que veio para ficar, me conquistando a cada dia com seu jeito meigo, preocupado e muito atencioso comigo. Todos os dias recebo e-mail ou ligação dele, alguém que está lendo meu blog desde a primeira postagem, então, imagine a situação de conhecer um site com mais de 500 postagens e ler todas sem se cansar? Só de imaginar já me dá tédio. Mesmo assim, ele se mantém fiel e já sabe de todas as coisas que gosto e não gosto. Seria um ótimo cliente, se não fosse meu grande amigo agora.

Quando ele me enviava e-mail com minhas primeiras postagens, e entre elas sua opinião, o chamava de louco (carinhosamente o chamo de, João Louco). Não acreditava que estava se aprofundando em meu diário. Tinha postagens tão antigas, que nem mesmo eu me lembrava delas, e ele me mandava de volta sempre com algum comentário e dessa forma, acabei me encantando com alguém que não tenho a menor ideia de como seja, mas que é muito especial para mim.

Do mesmo jeito que pra mim chega a ser estranho alguém me dizer: “sou seu fã, Hiago”, é muito mais estranho alguém que não me conhece dizer que se preocupa com situações que passo com meus clientes e com as demais pessoas que me encontro pelas ruas. Preocupação que me faz ter segurança, mesmo ele morando longe. Conheci muita gente de bom coração através do blog, mas são poucas que ficaram comigo, às vezes a culpa chega a ser minha, pela falta de atenção que tenho com os outros, mesmo assim nunca deixei de ler e reler os milhares de e-mails que me mandam. Me faz bem.

Ele, como eu já disse, provou que veio pra ficar e fazer parte da minha vida. Estou ansioso esperando a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente, e espero que esse dia chegue logo. Enquanto isso fico aqui admirado com seus e-mails e sua voz ao telefone que me deixa fascinado a cada dia que passa.

Obrigado pelo carinho, João.  
 
 
Anterior Proxima Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário

Fala que eu te escuto