sexta-feira, 24 de maio de 2013

VIDA COMPARTILHADA...


Quando eu decidi tornar a minha vida pública, não imaginava que seria algo tão irritante. Não o fato de todos darem seus comentários sobre o que faço, mas sim, compartilhar momentos que são pessoais e que prefiro manter em segredo. O mal de dar liberdade aos outros, é que eles sempre vão achar que podem fazer o que bem entendem com a vida da gente, até mesmo inventar situações que não aconteceram.

O que me incomoda nas pessoas, principalmente se for do meio GLS, é quando começam a compartilhar minha vida de forma negativa ou que possa envolver uma terceira pessoa, sendo ela ou não meu cliente. Conheci uma mulher que não é minha melhor amiga, é alguém que cumprimento sempre que a vejo, mas nada de mais. Temos um amigo em comum, alguém que já tive contatos bem íntimos na cama, e ele por várias vezes queria que eu entregasse meus clientes, principalmente um rapaz que conhecemos e ele na curiosidade, estava a fim de saber se tinha ou não rolado algo. Sabe quando a pessoa não tem vergonha na cara e na falta do que fazer fica aumentando as coisas em grupos de amigos, só para esquentar o assunto? Ele agiu assim, comentou com esta mulher e com pessoas que não são meus amigos sobre meu envolvimento com alguém que ele desconfia que eu tenha ficado. A tal mulher que também gosta de uma fofoca, me procura querendo saber se realmente eu tive um envolvimento com tal pessoa, e aí, a história se espalha e eles começam a arrumar clientes para mim sem eu saber.

Não é por que eu tenha tido uma afinidade com alguém que eu tenha ficado, que por isso vou ser “amiguinho” e falar quem são as pessoas que mantenho contato. Isso é algo que não chega a ser do interesse de quem esteja curioso, ou seja, quero dizer que não te interessa saber!

Me fez lembrar de situações em que eu estava namorando e quando comentava sobre meus relacionamentos passados, a pessoa fazia questão de ir atrás, saber quem era a pessoa e até mesmo ter relação com quem eu cheguei a ficar. Só para saber o que tinha de especial e que eu dizia tanto. O mal do gay, e que chega a ser algo que fica feio pra quem faz, é quando tem um relacionamento com alguém, pega todas as informações e no fim, quando termina e começa um novo caso com outro, diz tudo o que sabe. É desta forma que todo mundo fica sabendo da vida de todos. Muita coisa que eu já disse, foi usada contra mim, de pessoas que eu namorava e confiava, em momentos de raiva resolveram me jogar na cara, me ameaçando de contar ou como se dissesse, “eu sei o que você fez no verão passado”.

Será que ele por ter começado o assunto, se sentiria bem se eu falasse quem ele é, onde trabalha e o que fizemos na cama? (coisas que eu não tinha dito sobre ele).

Experimentando o próprio veneno:

Ele é alguém que trabalha em comércio, não chega a ser um modelo de discrição, pois qualquer um que o vê passando na rua, sabe que ele é gay. Um pouco carente, se apega fácil e pelo jeito quando recebe um não como resposta, ataca a pessoa espalhando boatos ou alimentando a imaginação de pessoas com futuros clientes que eu poderia ter tido. O encontro diariamente, o cumprimento educadamente, mas sexo, nunca mais. Ele tem um pinto grande, demora a gozar, mas quando goza é com fartura. Pelo menos qualidades ele tem.

Não beija bem, tem a boca grande (e a língua também), o que pra mim não chega a ser muito sexy (por isso não curto a minha, mas há quem goste), pois o desencontro dos beijos era frequente. É chato, pegajoso e a todo o momento que me encontrava, jurava que estava me namorando, me cobrando de sair tarde na rua e de manter o blog (???). Sempre me cumprimentava com um selinho na boca, ele jurava que eu me excitava com isso. Teve um dia que ele me deu uma lambida no rosto, minha vontade foi de meter a mão na cara dele, pois passei o resto da noite com o fedor de saliva misturado com cigarro impregnado no meu nariz!!!! E olha que lavei o rosto.

Ele ficou incomodado por eu usar roupas de marca, quando na verdade é apenas um modo de me vestir, o que não tem importância pra mim. Na verdade, nem sei o porquê ele se incomodava com isso. Ele agora está de namorado. O coitado deve estar passando um sufoco enorme, pois este cara é muito chato. Provavelmente, deve ser mais chato que ele!
 
 

Um comentário:

  1. Olá meu amigo vejo que as pessoas perde seu precioso tempo com a vida aleia, coisa que eu detesto nas pessoas, ninguém se oferece a apaga as contas da gente e fica dizendo como devemos fazer,isso pode, isto não pode enfim o que essas pessoas tem na cabeça. Meu amigo de um presente a estas pessoas com vai se danar vai lavar um tanque de roupa e ai vai. Amigo fica com Deus e que ele sempre siga seus passos e te proteja viu. Anjo azul.

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto