sábado, 3 de agosto de 2013

EU SOU TÃO SEXY, QUE ATÉ A VIDA QUER FUDER COMIGO!

Posso afirmar que estávamos numa maré de azar, pois nada do que tentamos deu certo. Por telefone, sua voz já tinha me conquistado, restava agora saber quem era o dono daquela voz atraente me pedindo desconto para uma brincadeira sem penetração. Ele estava na cidade e me liga. Depois de conhecê-lo, minha vontade aumenta, querendo ficar entre quatro paredes com ele. Poxa, não tivemos sorte. Eu iria trazê-lo para minha casa, mas não dava, pois havia gente fazendo plantão querendo me ver, que por sinal, foi um daqueles malucos que estava me pedindo em namoro. Se eu o trouxesse para casa, com certeza iria ter gente batendo na minha porta, e não seria nada bom. Resolvi levá-lo ao Leme Hotel, mas por um vacilo dos dois, acabamos não ficando. Nem eu e nem ele, tinha levado documento com foto para o cadastro, e com isso nem fizeram nossa ficha. Fomos andando de carro até pararmos na Graal. Eu estava chateado, pois não consegui um lugar bom pra levar meu cliente, e a vontade de beijá-lo só crescia. Motel não dava para ir, pois ele estava usando o carro do serviço. Minha raiva foi de saber que não trouxe para casa, por causa dos retardados que me cercam. Na última tentativa, acabamos indo ao banheiro da Graal, para pelo menos tentarmos dá um beijinho, mas não rolou. O banheiro estava tranquilo, mas havia um cara que estava caçando e de olho em nossos passos. Entrei no box, o esperei, mas a tensão falava mais alto. Acabamos indo embora sem fazer nada.
Achei bacana da parte dele, quando nos despedimos, ele me pergunta quanto seria o cachê pelo tempo que ficamos juntos. Ah, se fosse outro, eu até cobraria, mas ele, gostei de verdade. E também não poderia cobrar dele, pois não fizemos nada.

Lado bom: Enquanto estava no box do banheiro da rodoviária o esperando entrar, ao lado tinha um carinha totalmente pelado se masturbando. Deu para ver por causa dos buracos que a galera faz naquela divisória do banheiro.
Lado ruim: Não aproveitamos nada! Fiquei (ainda tô) na vontade.

Estava atrasado para o trabalho, não teria tempo de passar em casa e pegar meu uniforme. Acabo indo cheio de pressa trabalhar, afinal, acabei gastando tempo na maré de azar. No meio do caminho eu pego um táxi. Acabei tendo a sorte de pegar um taxista que já fiquei há muito tempo. Sei que não teria desconto na corrida, mas sairia muita sacanagem junto dele. No carro, lembramos do passado, contamos histórias e vivemos o presente. Como vi que ele já estava mais "solto", demonstrou interesse e "saudade" em nossas saídas de antigamente, automaticamente minha mão pula para cima da perna dele, as alisando até chegar ao pinto. Ele retribui o carinho e acabamos marcando de sair novamente.
 Lado bom: Ele é muito gostoso, simpático, bonito e casado. O pouco que ficamos (que foi o tempo de me levar ao serviço) matei um pouco da saudade.
 Lado ruim: Ele cobrou a corrida. Poderia ter saído de graça hahaha.


Ele não tinha nada de especial. Por telefone dava para ver que ia me decepcionar, mas como diz ser ativo e com 19 cm, acabei aceitando. Ser passivo com pessoas que não me dão tesão é bem mais fácil, pois não preciso estar de pau duro com eles. Ele é Magrinho, corpo frágil e com pouco charme. Não sei qual régua ele usou para medir seu pinto, mas que NÃO media 19 cm, disso tenho certeza. Demorou para eu entrar no clima, pois não estava a fim de ficar com ele. Com o tempo, fiquei excitado, mas sem estar me sentindo à vontade. Sua primeira gozada acaba sendo entre minhas pernas. De frente para mim, na posição papis e mamis, mas sem estar me comendo, ele goza, lambuzando minha perna (e escorrendo para a bunda) de porra.

Lado bom: Matei minha vontade de gozar
Lado ruim: Não senti atração, não quis beijar, mas fiquei de pau duro.


3 comentários:

  1. todos nós temos um dia em que nada da certo, mas vocês poderiam ter feito a sacanagem dentro do carro, imagino a vontade que você ficou e ele deveria ser muito gato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Vontade foi o que não faltou na hora! Rsrs

      Excluir

Fala que eu te escuto