domingo, 22 de setembro de 2013

FECHE OS OLHOS, PENSE EM COISAS BOAS E FAÇA UM PEDIDO...


Minutos antes de dar meia-noite, não parava de olhar o relógio. Parecia com pressa de completar meus 26 anos, parecia empolgado com a chegada do meu aniversário. Minutos antes, estava com aquele clima de entusiasmo de quando chega o fim do ano e você fica na expectativa contando os segundos esperando a virada. Aquela emoção que dá antes e depois do fim do ano, senti à pouco, esperando os minutos se acabarem e eu fazer o meu pedido de aniversário. Muito antes de meia-noite, eu já estava recebendo mensagens de parabéns. Sabe, infelizmente amizade, por mais que seja verdadeira, com o tempo muda. Bate a saudade, vontade de ver a pessoa novamente, mas de acordo que vão entrando novas pessoas em nossas vidas, acabamos esquecendo das outras, que fizeram parte da nossa história. Meus amigos do serviço, na hora em que saímos, me cantaram os parabéns, com direito no finalzinho da música trocar depois do "rá-tim-bum" por "pau no cu dele!". Depois da comemoração, minha amiga já muito louca, vem me dar um beijo, não no rosto, e sim, na boca e de língua. Ela estava era mais preocupada em me perguntar se beija bem do que me agradar. Tipo, acho que ela queria uma nota pro beijo dela, eu dou nota 10,00.


Depois de chegar em casa, no maior calor, tomar banho e responder algumas mensagens, resolvo sair, ir para a rua e refletir. Na boa, já era madrugada, e a única coisa que eu estava conseguindo pensar era em 26 anos atrás, na minha mãe provavelmente na maternidade de Barra Mansa sentindo as contrações e, Deus preparando o mundo para eu descer (peguei pesado). Nasci às 9 da manhã, na Santa Casa de Misericórdia de Barra Mansa, pesando 3k 280g e medindo 49 cm.

Curiosidade: Minha mãe sempre foi católica. Quando nasci, estava doente e ela fez uma promessa para que eu melhorasse. Enfim, depois dessa promessa, ela começou a comemorar meu aniversário no dia 27 de setembro e eu cresci com essa data na cabeça. Só depois de velho, fui descobrir que meu nascimento foi dia 22, e que a data 27 era devido sua promessa.

Ah, recebi tantas mensagens de pessoas me desejando felicidade, tanto carinho de um povo que não conheço nem a metade, mas que me deixou feliz. Na volta pra casa, encontro com um coroa muito gente boa, que acaba me levando para sua cobertura maravilhosa para comemorar meu aniversário. Ele já é de casa (ou seja, eu o conheço), muito educado e sabe respeitar. Em sua casa, ele me deu conselhos, trocamos experiências de vida e eu ouvi cada palavra que me disse, a fim de absorver tudo de bom que ele pretendia me trazer dizendo aquilo. Não bebemos, não comemos bolo, apenas conversamos. Foi exatamente o presente que eu queria, uma presença agradável nesta noite.
 




4 comentários:

  1. "Meus amigos do serviço...",t eu não entendi vc além de trabalhar como GP tem ou trabalho? Sou leitor novo, então posso ter pulado algum post

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, tenho outra função. Trabalho em posto de combustível. Leitor novo? Seja bem-vindo! :-)

      Excluir
  2. Então minhas congratulações por ter sobrevivido até hoje. Amanhã também completo data de sobrevivência. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns pra ti então! Felicidades e mais anos de vida. Obrigado, abraços.

      Excluir

Fala que eu te escuto