03 janeiro 2014

ADEUS, ANGRA. EU VOU, MAIS EU VOLTO!



Hoje acabei acordando tarde. Mesmo assim, deu para aproveitar e muito meu dia. Estava cheio de vontade de fazer um passeio de barco, mas algo simples e de preferência com menos gente, pois uma barca chega a caber mais de cem pessoas. Não era isso que eu queria, e quase que alugo uma só pra mim. Acabei indo na embarcação do Atobá, um barco com capacidade para 50 pessoas. Antes de sair do cais, estava com medo de passar mal e fui me perguntando como faria se isso acontecesse. Graças a Deus fiquei bem, sem enjoo do balanço do barco. Afinal, estava sendo meu primeiro passeio no mar. A natureza tem proporções

terapêuticas. Não tem como ficar estressado ao tomar um banho de mar e curtir uma vista que só vindo de Deus, mesmo. No passeio, visitamos algumas ilhas (que não me lembro dos nomes) com parada na praia de Japariz - Ilha Grande (Angra), que foi uma das praias que me encantou. Apesar de estar lotada, consegui achar um cantinho reservado para eu tomar banho. O legal foi que no passeio, acabei fazendo amizade com um casal muito simpático que estavam visitando Angra pela primeira vez. Eles são de Trindade, e não gostaram muito do que viram por aqui. Acharam tudo muito tumultuado, tanto nas praias quanto na embarcação, sendo que eles gostam mesmo é de sossego. Um casal lindo e que ainda fez o favor de guardar minha carteira na bolsa deles.

Na parada que fizemos na praia, tive uma hora (que foi o tempo que tivemos de ficar) para pensar em minha vida ano passado. Enquanto tomava banho no mar, limpando as coisas ruins que o ano passado me deixou, pensei muito, chegando à conclusão de que o ano passado foi um ano bom, mas muito conturbado.
Praia do Japariz - Ilha Grande (Angra dos Reis)

  • Percebi que investi em pessoas erradas e corri atrás de falsos sentimentos de quem nem sabe o que significa isso. Fui tão idiota ao pensar que as coisas poderiam ser diferentes com pessoas que eu achava que valia a pena. Deixei de procurar amigos de verdade, para me preocupar com quem está a fim de uma rapidinha.
  • Um ano bom para trabalho. Ralei muito e aproveitei pouco. Tive uns dias de férias, mas que por problemas pessoais, acabei não viajando para lugar nenhum. Estava sobrecarregado com coisas de serviço e energias negativas de pessoas mal resolvidas e mal amadas na vida.
  • Estava muito animado com a vida do Hiago, e isso impediu que eu pudesse desfrutar de certas coisas.

Minha intenção em 2014 é apenas uma: ‘férias!’. Estes três dias que passei aqui foram terapêuticos e me fez ver que eu precisava de um tempo para cuidar da minha mente e corpo. Passar estes dias aqui, me fez querer curtir 2014 em ritmo de festa, ou férias. Cansei de ganhar dinheiro com meu corpo, agora quero ganhar dinheiro com minha esperteza (frase de Bruna Surfistinha). Passei o fim do ano ralando, apesar de não demonstrar, minha agenda estava tensa. Digamos que, ganhei dinheiro e agora, vamos gastar! Mas no bom sentido e tendo consciência, porque o que vem fácil, vai fácil. Mas aproveitar a vida e viver mais intensamente, curtindo lugares e momentos, com certeza está nos meus planos.


O ano novo entra e, sinto uma enorme vontade dentro de mim em me tornar voluntário em organizações para ajudar o próximo. Estou pensando em investir seriamente no assunto, me tornando voluntário na ajuda de pessoas que precisam.

Quero agradecer a Deus por este momento maravilhoso proporcionado no começo do ano. Sei que não sou um filho exemplar, mas quero agradecer toda a força e benção, me ajudando a cada dia a conquistar meu espaço e independência.


Eu estou com um propósito na vida. Não é algo nobre, eu assumo. Mas pelo menos eu tenho um e isso me mantém ocupado.




Anterior Proxima Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário

Fala que eu te escuto