segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

PLC 122:

Art. 1º A ementa da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passa a vigorar com a seguinte redação:

 Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero.”


O homossexual passa a vida inteira lutando pelos seus direitos como cidadão para não sofrer nenhum tipo de preconceito e, quando ele consegue uma lei que o protege de agressores e homofóbicos, eles são os primeiros a desonrarem sua própria raça, dando liberdade para outros agressores tomarem certas atitudes contra a gente.

  • ·         Gay: O homossexual luta pelos direitos iguais, a fim de ter um casamento entre o mesmo sexo, e até mesmo tomar certas liberdades na rua (sem ser vulgar) para que possa haver carinho entre eles. Quando conseguem, eles são os primeiros a criticarem e agir de má fé com o outro gay, que conseguiu algo que talvez ele passou a vida tentando e acabou fracassando.
  • ·         O gay se sofre ameaças de morte ou algum tipo de brincadeira de mau gosto na rua, eles querem ir à primeira delegacia e registrar um boletim. Sendo que, eles são os primeiros a ameaçarem e brincar de forma bruta (besta) com outro gay.

O negro fica ofendido quando aparece algum branco o chamando de macaco. Mas vale lembrar, que os negros são os principais racistas entre eles mesmos.

  • ·         Ele acha ruim alguém esconder a bolsa só por ter sentado ao lado da pessoa, mas na primeira oportunidade, ele esconde a bolsa e agarra o celular, quando vê um negro sentado ao seu lado.
  • ·         Já sofremos por sermos negros e ter brancos que pensam que são melhores que a gente. Tipo aqueles brancos que por serem brancos, acham que devemos nos deitar no chão para eles passarem por cima, como se fossem um rei, mesmo. Eu já me cansei de ver negros agindo assim e com os próprios negros. Sou negro e, o que vem de gente da mesma cor que eu querendo se sentir e me tratando mal, chega a me dar nojo da cara da pessoa!

Esses dias estava num lugar onde a fila era dividida entre a dos idosos e não idosos. Uma senhora com aparência angelical estava na minha frente, quando a cutuquei e disse: “ali, aquela fila está livre”. Minha intenção foi de poupá-la ficar tanto tempo em pé, sendo que havia uma fila vazia especial pra ela. Não é que a velha vira o pescoço que nem a menina do exorcista me olhando com a cara feia e ainda me xinga (???). Minha vontade foi de jogar sabão no chão só pra ela cair. Juro!

  • ·         O idoso luta pelos seus direitos, e quando consegue uma fila única só para eles, eles têm que invadir o espaço da gente?
  • ·         Quantas e quantas vezes no meu trabalho, eu chegava com um sorriso no rosto pra atender o idoso e logo de cara ele me dizia: “vai tomar no cu!”. Depois se eu empurro da escada, sou eu quem não presto?

O que a justiça brasileira tem na mente por negar a um casal gay de adotar uma criança? Dá a entender que um casal hétero chega a ser mais civilizado para a educação de uma criança.


  • ·         O gay não pode adotar uma criança, mas o hétero pode adotar e jogar ela no lixo, né?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fala que eu te escuto