03 julho 2014

HOJE NÃO TEM SEXO!


Estava preparando meu texto para comentar como havia sido meu dia, mas numa conversa com minha prima, acabei tendo uma notícia que me deixou meio chateado. Sempre procurei esconder minha profissão da minha família por um simples motivo: Não queria que minha tia-mãe soubesse de nada. Tenho muito respeito por ela, e é a única que faz toda a diferença pra mim. De todo o resto, primas, primos e outros tios, eu não me importo nem um pouco, mas desta tia, eu queria que ficasse em sigilo. Cedo ou tarde isso iria acontecer, mas eu achei que poderia ser evitado. Ela já sabe o que faço, e ainda sim se preocupa comigo. Mesmo quando algumas pessoas descobriram quem sou, eu não senti tanta vergonha como sinto agora, sabendo que ela sabe de mim.

O legal é que minha família continua falando comigo como se eu ainda fosse aquele menino feio do interior de São Paulo. Ou seja, não me destratam pela escolha que fiz. E se me destratassem, não faria tanto efeito, já apanhei muito da vida que, pra me derrubar agora, precisaria de muito mais que uma simples bofetada. Bem diferente da situações de alguns garotos que me escrevem, implorando uma fórmula mágica de virar garoto de programa em sigilo, por sentirem medo de seus pais ou até mesmo da rejeição de amigos.

Hoje não tem relatos sexuais. Tô triste. Me procurem amanhã, pois estou desligando o telefone.


Boa noite.


Anterior Proxima Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário

Fala que eu te escuto