domingo, 8 de março de 2015

NOITE A FORA



Ainda fico surpreso quando aparece em meu caminho pessoas com comportamentos diferentes, quase que estranhos, mas normais para eles mesmos. Acabei conhecendo um cara que acredita muito no lado espiritual, e aproveitando seus conhecimentos, acabou fazendo uma “avaliação” da minha personalidade. Em poucos minutos de conversa por telefone, ele pergunta minha data de nascimento e começa a fazer suas contas para descrever o meu estilo através da numerologia. Acho que ele é da Cabala. Fazendo as somas, vem o resultado, que acabou sendo coisas por qual passei na vida e muito da minha personalidade.

“Sou uma pessoa companheira, mas que tenho tudo pra dar errado na vida. Sou uma pessoa que tenho certa lábia para conduzir as pessoas a fazerem o que eu quero. Sou uma pessoa boa, e sou bom nisso. Mas seu eu for ruim, vou ser ainda melhor. Tenho que controlar a raiva que sinto das pessoas, pois isso pode ser perigoso”... Resumindo: me senti um psicopata ao ouvir me dizer isso.

Nosso papo rendeu um encontro que me deixou ansioso, como se fosse minha primeira vez. Não estava a fim de me encontrar para sexo, e disse a ele que estava indo ao encontro de um futuro amigo. Acabei indo parar em Penedo, onde ele estava hospedado. Um coroa encantador, 50 anos, mas com rosto e corpo de 30. Confesso que pessoalmente demorei para “ver” a pessoa que visualizei enquanto conversava ao telefone, mas não o "ver" fisicamente, e sim por dentro. Nos encontramos em Penedo e fomos ao bar Guela Seca, que já estava fechando. Conversamos, ele me falou mais sobre minha personalidade através da numerologia. Enfim, foi uma noite muito gostosa. Ganhei a noite, ganhei mais uma experiência com alguém legal, ganhei mais um momento. Fiquei preocupado, pois era tarde e ele tinha de ir embora descansar. Iria acordar cedo para ir embora, pois ele mora em Brasília.


Na volta minha emoção foi ainda maior, pois acabei me encontrando com o RY. A única parte chata foi quando ele me leva para o motel, na pior suíte. Enfim, mesmo assim curti muito quando ele me masturbava e cuspia em mim, lubrificando meu pênis na hora da masturbação e até mesmo cuspindo em meu rosto. Ver um cara casado com mulher liberando seus desejos e se revelando na cama, é muito excitante é satisfatório. 


Um comentário:

Fala que eu te escuto