segunda-feira, 8 de maio de 2017

FALANDO NA CARA

Outro dia saí para jantar com dois amigos que não tem ideia sobre meu passado como garoto de programa. No meio da conversa acabou rolando o assunto "prostituição", e neste momento um dos meus amigos se manifestou sendo contra e levantando a bandeira do preconceito.

- Eu acho que pessoas assim tinham que ser chicoteadas por fazer este tipo de serviço sujo e imoral por vender seu corpo.

Ele mostrava sua indignação enquanto o outro amigo ficava calado na mesa. Eu procurei entrar em discussão, defender a profissão, mas não adianta discutir com pessoas ignorantes. Mas sabe o motivo pelo qual eu queria ter continuado discutindo na hora? Este meu amigo que critica a prostituição é homossexual, mas se esconde no armário.

O meu preconceito são com aquelas pessoas que sofrem preconceitos e mesmo assim o praticam. Um homossexual (infelizmente) sofre preconceito hoje em dia por ter esta opção sexual, sendo assim, ele estando dentro de um grupo que sofre preconceito, não aceito nem acho justo que ele tenha alguma atitude preconceituosa com qualquer outra pessoa independente do que ela faça.

Outro exemplo seria um negro. Eu acho bizarro quando vejo um negro sendo preconceituoso com pessoas pobres, sem condições financeiras. Nós que somos pessoas negras (eu sou neguinho também) sofremos ataques diariamente, e ao invés de aprendermos a não agir igual nossos agressores, alguns acabam fazendo exatamente o que eles fazem, acabam agredindo o próximo. Isso sim eu acho algo sujo e imoral!


Cristão de verdade deve amar os gays, prostitutos, drogados e ateus. Porque amar só quem lhe dá benefícios não é o evangelho.

Outro caso é de um amigo católico ao extremo. Defende com unhas e dentes a sua religião, aplica em sua vida tudo o que a bíblia ensina, inclusive, sua esposa não trabalha, pois ele diz que as leis de Deus diz que mulher tem que ficar em casa. Ele passa por dificuldades por conta disso, acaba doando seu pouco dinheiro à igreja e ainda por cima considera gay uma pessoa que não gosta de futebol e se acha no direito de condenar. 

Pode isso?!


4 comentários:

  1. Acho que cada um tem o direito de expressar o que pensa e você não tem que se meter na opinião dos outros. Você tem seu estilo de vida e com certeza detesta várias coisas vinda de outras pessoas. É mais fácil aceitar as pessoas como elas são.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pessoa critica meu serviço e não tenho nada com isso? Quem não tem nada com isso seria ele, que poderia ficar calado, mas abriu a boca pra ser preconceituoso com a forma que uso meu corpo.

      Excluir
  2. Sou contra qualquer tipo de preconceito.

    ResponderExcluir
  3. A melhor coisa é o silêncio. Mandar a merda também é bom. Mas tem certas situações que não dá pra fazer isso.

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto