10 fevereiro 2013

TUDO QUE DISSER SERÁ USADO CONTRA VOCÊ...



“... Como você vai meu querido amigo? Eu li o que você colocou em seu blog sobre punheta frenética, e percebi que você é carente, mais de afeto, carinho, me corrija se eu estiver errado, e me perdoe se eu tiver fazendo lembra de alguma coisa que te magoe, não foi e não é minha intenção. A última coisa que quero é fazê-lo sofre! Já chega o que sofreu. É que eu tenho um carinho tão forte por você que eu não sei explicar, um quere tão bem a você que chega ser.... Também não sei explicar, e isso sem conhecê-lo só conheço essa voz lida que você tem nossa! E mudando de assunto eu queria da uma porrada nesse cara que estava de machucando na punheta...”

Eu acho muito interessante a sensibilidade de alguns que conseguem enxergar bem no fundo quem as pessoas são de verdade. Nunca tinha sido minha intenção falar de minha vida sexual de uma forma romântica, a intenção era de colocar os relatos da forma mais “obscena” possível, mas nem sempre consegui me sair bem nisso, sempre aparece alguém que chega a ver quem sou de verdade através de cada coisa que escrevo, gente me dizendo ter sentido certa “carência” em mim. Este e-mail que cheguei a receber deixa bem claro que ainda passo esta imagem aos outros, a imagem de alguém que curte o tal do carinho, mesmo tendo escrito coisas eróticas e pornográficas, quem sente a mesma coisa que eu, consegue ver as mensagens subliminares por trás de cada mensagem que mando.

Antigamente sempre me mandavam mensagens me dizendo isso, que gostaram de mim por eu ser alguém simples e do bem, sempre me diziam que achava legal minha forma de escrever sendo ela bem interessante e que mostrava quem eu era. Depois de um tempo recebendo mensagens, cheguei a fazer uma leitura por inteiro no blog e tentar enxergar o lado bom, o lado humano que eles dizem ver nas minhas histórias, eu não consegui ver nada de diferente além de sexo, mas eles mesmo assim, conseguiram dizer exatamente como sou, através de um post onde talvez eu esteja dizendo ter trepado ou chupado alguém.

Eu tentei mudar minha escrita, tentei fazer diferente e acabar com essa forma “carente” de escrever, mas pelo visto não tive muito sucesso, ainda tem gente que vê quem sou e o que sinto por dentro.

Mas isso tem seu lado bom, acabo aproximando pessoas boas e que tem sentimentos bons, como este que me manda o e-mail, pessoas que talvez tenha o mesmo sentimento que o meu e acabe se identificando com isso, já a outra parte, prefere ficar na deles sem manter contato por achar minha história de vida e comentários algo sem noção. Ainda bem que a grande maioria fica na deles, assim aproveito melhor com quem realmente me curte. Agora me diga, na mensagem acima em que ele me diz: "Eu li o que você colocou em seu blog sobre punheta frenética, e percebi que você é carente". Pergunta: Como se consegue notar algum tipo de sentimento em um texto onde eu menciono relação sexual, masturbação e putaria? Isso que me deixa “bolado” ao tentar imaginar como se faz para se ver além. Eu leio textos de vários outros blogs e não consigo ter esta visão, vejo o que eles me passam, mas nada além daquilo.
Anterior Proxima Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário

Fala que eu te escuto