sábado, 8 de junho de 2013

SERÁ QUE VALE A PENA TANTO SACRIFÍCIO?

Me diverti muito agora pela manhã, com um alguém que cheguei a conhecer e quase tivemos um “lance”. Na época, eu ainda morava em outra cidade, estávamos distantes um do outro e mesmo assim, diariamente ele me ligava. Passávamos horas ao telefone com ele me fazendo juras de amor e querendo morar junto comigo, nesta época eu ainda era cabaço, não sabia da vida e nem o que era sexo (mais ou menos assim), eu já estava naquela fase de mudança, em que eu pensava em sair de casa e cair no mundo (olha eu aqui!). Ele estava disposto a me ajudar, mas eu sabia que seria por interesse (dele) de poder ficar com alguém. Namorando ou não, eu estaria me vendendo do mesmo jeito, só que ele prefere chamar isso de “caso sério”.
Não deu certo, eu com minha mente meio perturbada acabei pulando fora, coisas de “aborrecente” que eu fui um dia. Hoje o encontro e damos boas risadas juntos, principalmente de ele me dizendo que eu quase o levei a falência, pois gastar com ligações todos os dias, não era coisa que saía barato. Tive pessoas, que comigo chegavam a gastar mais de 500 reais, só em ligações. Na época, as telefonias de celulares não faziam promoções como hoje em dia.
Algo que gosto de ouvir, é que estou mudado. Gosto quando me perguntam o que estou fazendo para ficar assim, como estou hoje, e ele confirma, me dizendo que estou bem melhor do que há uns 6 anos atrás. Como ele me disse: “nossa, você tá mais bonito!” e eu brincando, digo: “eu sei”.

 
 
Ele, como muitos outros, teve muita paciência comigo, pois eu era muito chato. No momento de nosso reencontro, começa a tocar uma música que chega a descrever nosso "caso", em relação à distância. Por falar nisso, eu amo esta música.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fala que eu te escuto